S. João Evangelista – 27 de dezembro

S. João 21,20-24

O nome que Jesus atribuiu a Simão, o pescador, foi Cephas, pedra, literalmente. O que ele significa para a Igreja de Cristo já o soubemos, mas este texto faz-me pensar num outro sentido para a palavra «pedra». Uma pedra não se mexe por si própria, é preciso que algo exterior a faça mover. Simão Pedro ora era um impulsivo, ou era uma pedra. Teimoso. Era humano, como todos nós. Queria se o primeiro, como muitos de nós. Tinha invejas face a João. Como nós, quando vemos alguém aparentemente a ser mais amado que nós. Humano. O Senhor respondeu-lhe de um modo que nos responde a todos: «segue o teu caminho, a tua missão, o caminho e missão de João é a dele, nada tens a ver com ela». Pelo que sabemos, João foi o único apóstolo que morreu de causas naturais, e sua missão foi sem dúvida cumprida: o legado escrito que nos deixou e cuidar de Maria.

Clara Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *